No Dia Internacional Contra a Homofobia, Tinder traz estudo com hábitos da comunidade LGBTQ+

Antecipando a celebração do mês da diversidade, aplicativo divulga pesquisa realizado no Brasil que revela o comportamento deste público nos ambientes on e off-line

22

Celebrando a diversidade e individualidade de cada um da sua ampla base de usuários, o Tinder traz nesta sexta-feira, Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, seu estudo de comportamento da comunidade LGBTQ+ nos aplicativos de relacionamento e namoro online.

A pesquisa, realizada no Brasil, revela que a comunidade LGBTQ+ sente que houve uma mudança drástica no estigma em torno da homossexualidade nos últimos 5 anos: 75% dos entrevistados afirmam que hoje há menos tabu do que havia 5 anos atrás, tendo os aplicativos de namoro como grandes aliados nesta luta – 86% dos adultos pertencentes a comunidade LGBTQ+ acreditam que os apps os beneficiaram de forma positiva.

Sentimentos como felicidade e orgulho são os mais associados aos que se dizem pertencentes à comunidade e quase dois terços (61%) dos entrevistados dizem que consideram importante que o/a match esteja ativamente envolvido (a) em organizações e ações que lidem com as questões LGBTQ+.

Para conferir o estudo completo clique aqui.

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR