Ao começar um negócio na internet – seja em lojas virtuais ou marketplaces – é comum que os novos empreendedores tenham dúvidas sobre como precificar sua mercadoria. De acordo com especialistas, para garantir uma precificação efetiva é preciso considerar todos os gastos que influenciam na aquisição do produto, além da lucratividade desejada.

“No e-commerce, um dos momentos mais importantes é a escolha dos produtos e sua precificação. A formação de preço depende de vários fatores, como por exemplo, público-alvo, oferta de valor da marca, metas da empresa, preço da concorrência, margem de lucro, entre outros”, explica Frederico Flores, especialista em marketplace e head de Negócios da Becommerce (www.becommerce.com.br) – maior plataforma para gestão de vendas em marketplace da América Latina.

Ainda segundo o especialista, precificar corretamente no e-commerce é fundamental para o crescimento e amadurecimento do negócio a longo prazo. Entre os principais benefícios estão: manter sua loja operante no mercado, criar competitividade diante da concorrência, promover geração de lucro, estimular a compra e certificar a atratividade dos produtos para o cliente, etc.

A Becommerce preparou uma planilha gratuita com instruções, formação de preços e lista de categorias para ajudar os empreendedores digitais – que vendem em marketplaces como o Mercado Livre – na jornada de precificação dos seus produtos.  A planilha ajudará a calcular o preço dos produtos com base nos custos, a comissão do canal de acordo com o anúncio escolhido e o valor do frete.

Para Baixar gratuitamente a Planilha de Precificação para Vendedores do Mercado Livre clique aqui.

PUBLICIDADE