Reabertura de viaduto em São Paulo faz paulistano economizar 38 minutos por dia

Levantamento realizado pela Hands Mobile, com base em informações de geolocalização, mostra que o tempo de deslocamento médio na Marginal Pinheiros caiu praticamente à metade com o restabelecimento do tráfego.

34

A queda de um viaduto na Marginal Pinheiros, importante via de ligação entre as Zonas Sul e Oeste da cidade de São Paulo, ocorrida em 15 de novembro do ano passado, trouxe uma série de transtornos aos motoristas que trafegam na região. Dados anônimos de geolocalização compilados pela Hands Mobile durante o período em que a via ficou fechada mostram que os motoristas levavam em média 82 minutos para percorrer o trajeto entre a zona sul e a zona oeste. Com a reabertura ao tráfego do viaduto, no dia 18 de março, esse deslocamento caiu para cerca de 44 minutos, uma economia média diária de 38 minutos na vida do paulistano. 

Empresa especializada em data driven & mobile experience, a Hands Mobile mapeou o fluxo de deslocamento de mais de 1,5 milhão de usuários que circulam diariamente pela Marginal Pinheiros em um período que antecedeu a queda do viaduto, a fase de acomodação imediatamente após a ocorrência e o impacto no deslocamento das pessoas com volta da circulação dos veículos.

“Com o estudo, estamos demonstrando que a geolocalização possibilita uma ampla gama de aplicações que podem ser utilizadas tanto pelo poder público quanto por entidades privadas. Os dados – sempre anônimos – ajudam a revelar o comportamento das pessoas e podem ser utilizados para proporcionar melhores serviços, apoiar a tomada de decisão ou assegurar uma comunicação mais assertiva com as pessoas”, comenta João Pedro Ribeiro, head de Novos Negócios da Hands Mobile.

PUBLICIDADE